Mostarda Fermentada

  • maio 4, 2018

Mostarda Fermentada

Toda vez que visito uma pessoa muito especial, levo de presente um potinho de mostarda fermentada. Gosto da ideia de doar algo incomum e inesperado, que provavelmente permanecerá na geladeira por algumas semanas para ser consumido um pouco de cada vez com seu próprio ritual. Cada frasco que preparo é um pequeno universo que conta a história de um molho caseiro, simples e poderoso, que tem aquele charme irresistível da espera de descobrir o sabor que vai ter depois da fermentação.

A mostarda fermentada é, de fato, uma variante da receita clássica, obtida a partir de uma mistura de sementes de mostarda escura ou amarela, vinagre e várias especiarias, à qual eu adiciono uma colher de probióticos, que chamo de “starter”, que podem ser o kefir de água, o rejuvelac, a kombucha, ou simplesmente os probióticos em sachês. Uma vez iniciada a fermentação, a mostarda fica ainda mais saborosa e é enriquecida com bactérias benéficas para o intestino.

Esta receita é preparada deixando as sementes de mostarda de molho durante a noite, para que elas inchem e fiquem mais macias. Em seguida, as sementes são colocadas em um bom liquidificador e, com um pouco de paciência, batidas com os outros ingredientes. Depois de ter atingido a consistência desejada, coloco a mostarda dentro de um vidro e, tampando com um voal (ou qualquer tipo de tecido) e um elástico, deixo fermentar por alguns dias antes de adicioná-la em vários preparos. Hoje acrescentei uma colher dessa mostarda ao meu húmuscaseiro e ficou uma delícia!

Lembre-se de usar um vinagre de maçã rico em bactérias acéticas: orgânico, não filtrado e, acima de tudo, não pasteurizado. O vinagre de maçã não pasteurizado contém a mãe do vinagre, aquela solução rica em bactérias que se deposita no fundo da garrafa e que em poucos dias assume a aparência de uma água viva flutuante. Não se preocupe, é um claro sinal de que o seu vinagre é genuíno!

Mostarda Fermentada Mostarda Fermentada Mostarda Fermentada

Mostarda Fermentata

Ingredientes

  • ½ xícara de sementes de mostarda
  • 2 colheres de sopa de vinagre de maçã não pasteurizado
  • 3 tâmaras sem semente
  • 2 colheres de sopa de starter (kefir de água, rejuvelac, kombucha ou simplesmente um sachê de probióticos)
  • 1 colher de chá de sal marinho

Modo de preparo

Hidrate as sementes de mostarda e as tâmaras em duas xícaras separadas, deixando-as de molho por uma noite.

Processe todos os ingredientes, sem o starter. Continue a bater até obter um creme de consistência suave, adicionando água se precisar. Experimente a mostarda e adicione mais sal ou vinagre se desejar.

Coloque a mostarda em um potinho de vidro, adicione o starter e misture bem. Feche o frasco sem apertar muito, ou tampe com voal e elástico, para permitir a liberação de gases de fermentação. Deixe fermentar à temperatura ambiente de 3 a 5 dias, depois feche o frasco e guarde na geladeira.

Notas

É uma boa prática esterilizar sempre os frascos de vidro, mergulhando-os em água fervente por alguns minutos e deixando-os secar de cabeça para baixo. Pode substituir as tâmaras da receita com qualquer adoçante natural. Pode também adicionar um pedacinho de gengibre ou um dente de alho para torná-la ainda mais poderosa!

http://pomarioblog.com/pt/mostarda-fermentada/

Mostarda Fermentada

Antes de me despedir … … porque consumir mostarda fermentada?
A fermentação de condimentos, como esta mostarda, é um método simples para aumentar nossa ingestão diária de uma grande variedade de microrganismos benéficos, chamados probióticos, que fortalecem as flora intestinal e reforçam nossas defesas imunológicas.Para conhecer mais receitas fermentadas, visite a seção dos fermentados do blog.

Gostou da receita?

Cadastre-se na newsletter!

SaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

Condivi - Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário