Fried Rice: arroz oriental com aroma de gengibre

  • jan 29, 2019

fried rice / arroz oriental

fried rice, arroz oriental com aroma de gengibre, é uma das receitas clássicas da minha cozinha. É supersimples de preparar, versátil, pois ajuda a acabar com as sobras, e perfeita em qualquer ocasião. Aprendi a fazer este arroz vários anos atrás, quando vivia em Singapura, mas na verdade o fried rice è presente em todas as culinárias da Ásia, com as respectivas variações de especiarias, legumes e temperos. Inclusive, é possível encontrar nesta única receita diversas técnicas que são a base da culinária oriental:

  • o arroz oriental cozido por absorção, que pode ser conservado na geladeira em um pote hermético por 2-3 dias;
  • o refogado básico da culinária chinesa com alho e gengibre moído, que confere um aroma maravilhoso a todas as comidas;
  • o blanchingou seja, a breve imersão dos legumes em água fervente para escaldá-las, conservando sabor, cor e nutrientes.

E, enfim, a mise en place, que é obrigatória! Munam-se de muita paciência e cortem todos os legumes de forma homogênea (por exemplo, todas em cubinhos ou toda à julienne). A culinária oriental é antes de tudo estética e não requer longos cozimentos, então tudo deve estar ao alcance no momento certo!

Nas fotos vocês podem ver também meus chips de coco, receita que postarei em breve, prometo!

fried rice / arroz oriental

fried rice / arroz oriental

Fried Rice: arroz oriental com aroma de gengibre

Ingredientes

    Para 2 porções:
  • 1 xícara de arroz oriental de grão longo
  • 2 xícaras de legumes cortados em cubinhos (eu usei cebola, pimentão, abobrinha e cenoura)
  • ½ xícara de cogumelos shitake cortados à julienne
  • 2 fatias de tofu sólido com espessura de 1 cm
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher de sopa de gengibre ralado
  • a parte verde do talo de 2 cebolinhas muito bem picada (podem usar tesouras para isso)
  • 1 punhado de castanhas de caju cruas e não salgadas
  • 1 pitada de pimenta-do-reino branca
  • Molho tamari à gosto (ver as notas)
  • Óleo de sementes, o necessário para refogar
  • água quente ou caldo vegetal, o necessário para cozinhar os legumes

Modo de preparo

Antes de tudo disponham todos os ingredientes da mise en place na bancada em que vão trabalhar.

Arroz oriental: lavem bem o arroz de grão longo com água corrente e coem em seguida. Coloquem-no em uma panela com água na proporção 1:1, ou seja, uma xícara de água para cada xícara de arroz. Tampem a panela e deixem em fogo alto. Quando a água começar a ferver, abaixem o fogo e deixem cozinhar por 6 minutos. Desliguem o fogo e deixem a panela tampada por mais 10 minutos. Sugiro que usem uma tampa de vidro para controlar melhor o cozimento, visto que a tampa não deverá ser aberta em nenhum momento.

Tofu: sequem bem o tofu com um pano de algodão limpo, de maneira delicada, para poder fritá-lo de forma segura. Cortem o tofu em cubinhos iguais e disponham-no em uma panela antiaderente pré-aquecida com um pouco de óleo. Deixem refogar, adicionando um pouco de sal e virando os cubinhos. Separem em uma tigela.

Refogado base: amassem o alho em um almofariz. Acendam o wok em chama média e assim que estiver quente coloquem o alho junto a uma colher de óleo e ao gengibre ralado. Em seguida, adicionem os cogumelos shitake. Assim que tiverem sido escaldados, tirem do wok e reservem. Se não forem usar os cogumelos, deixem o refogado no wok e continuem a seguir as instruções.

Legumes: com o wok ainda quente, coloquem outra colher de óleo e adicionem os legumes, mexendo vigorosamente por dois minutos para “cauterizar” os legumes sem que fiquem cozidos ou se queimem.  Adicionem duas colheres de água quente e deixem murchar, mas sem permitir que alcancem o cozimento completo (blanching). Abaixem o fogo e coloquem o arroz, espalhando-o bem por cima dos legumes.

Finalização: adicionem de duas a três colheres de molho tamari, o tofu e os cogumelos e mexam bem em fogo baixo. Ao mesmo tempo, peguem um punhado de castanhas de caju e deixem-nas tostar em uma frigideira antiaderente (sem óleo). Sirvam o arroz em um prato, finalizando com as castanhas de caju, a cebolinha e a pimenta-do-reino branca.

Notas

Sobre o molho de soja: em lojas é comum encontrar o shoyu (clássico), mais leve e contendo também cereais (no caso, trigo). O tamari, por outro lado, é mais forte e pode ser usado como substituto do sal e deveria (se for certificado) ser só à base de soja, ou seja, sem glúten. Podem preparar o fried-rice de vocês na versão vegana à base de tofu (como eu gosto!) e eventualmente adicionar um ou dois ovos, que deverão ser fritos separadamente antes da finalização do prato com todos os ingredientes. Como alternativa, podem substituir o tofu com frutos do mar ou carne.

https://pomarioblog.com/pt/arroz-oritental/
  • Fried Rice: riso orientale
    Mise en place

 

 

Condivi - Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário